ESPORTE BRASIL

Brasil joga bem e vence Austrália por 29 pontos de vantagem em amistoso

Com atuações inspiradas de Raulzinho, Alex e Nenê, equipe comandada por Magnano mostra força contra o bom time australiano em Mogi das Cruzes.

Depois de dois passeios em São Paulo contra a inexpressiva Romênia, apenas a 108ª colocada no ranking da Fiba, a seleção brasileira masculina de basquete encarou a Austrália nesta quinta-feira, em Mogi das Cruzes. E desta vez o teste valeu. Diante de uma seleção tradicional, que conta com nada menos que seis jogadores da NBA, sendo quatro campeões, o time de Rubén Magnano correspondeu. Com ótimas atuações individuais de Raulzinho, Alex e Nenê, o Brasil se recuperou de um início ruim e não encontrou maiores dificuldades para virar o marcador e passar por cima dos australianos por 96 a 67 (44 a 29).

– Além do resultado final, o aproveitamento de cada minuto que nós temos é muito importante. Eu vi uma equipe muito dura, muito corajosa, muito intensa – afirmou o técnico Rubén Magnano, após a partida.

Brasil x Austrália amistoso basquete masculino Mogi das Cruzes (Foto: Cairo Oliveira)Raulzinho foi um dos principais destaques do Brasil na vitória sobre a Austrália (Foto: Cairo Oliveira)

+ Veja como foi a partida lance a lance

Foram praticamente oito minutos correndo atrás da Austrália. Mesmo sem o ala Joe Ingles, companheiro de Raulzinho no Utah Jazz, e o pivô Andrew Bogut, quase recuperado de uma torção no joelho direito, dois dos seus titulares em quadra, a seleção da Oceania começou a partida voando, abriu 7 a 2 e obrigou o técnico Rubén Magnano a pedir tempo.

+ Confira tudo sobre o basquete na Olimpíada

A parada acalmou os donos da casa, que erravam demais, principalmente nos arremessos de três de Leandrinho e Marquinhos. A dupla, que deu lugar a Benite e Alex, errou todos os quatro chutes tentados. As mudanças equilibraram a partida e, aos poucos, a seleção foi tirando o prejuízo que chegou a ser de nove pontos. Mas a virada só veio a 1’58 do fim, justamente numa bola de três de Benite. A vantagem de dois pontos se manteve até o estouro do cronômetro, e o Brasil terminou o primeiro quarto vencendo por 21 a 19.

O que já estava bom, melhorou. Muito em função da entrada de Raulzinho. Com duas bolas de três certeiras e uma agressividade ofensiva bem maior que Huertas, o armador do Utah Jazz colocou fogo no jogo. E com ele e Nenê inspirados, os dois juntos anotaram 19 pontos, o Brasil sobrou no segundo período. Enquanto o armador infiltrava como queria e fazia o time jogar, o pivô do Houston Rockets dominava o garrafão com tocos na defesa e pontos no ataque. Alex também entrou bem e anotou nove pontos. A diferença brasileira, que chegou a ser de 17, terminou em 15 e o time sonolento dos minutos iniciais foi para o intervalo com sangue nos olhos.

+ Veja a agenda do basquete na Olimpíada

Brasil x Austrália amistoso basquete masculino Mogi das Cruzes (Foto: Cairo Oliveira)Equipe comandada por Magnano não deu chances para o bom time da Austrália (Foto: Cairo Oliveira)

Mesmo com os três maiores pontuadores do primeiro tempo no banco, o Brasil voltou arrasador do vestiário. Com uma corrida de 15 a 7 nos primeiros cinco minutos, a vantagem que já era boa aumentou para 23 pontos. A superioridade brasileira não se restringia apenas no marcador. Nos rebotes, os dos donos da casa haviam anotado 28 contra apenas 14 dos visitantes. Bastou os australianos tirarem sete e esboçarem uma reação para Magnano colocar em quadra de uma vez só Alex, Nenê e Raulzinho. Apesar das mudanças, a seleção não se encontrou mais no quarto, permitiu que a Austrália diminuísse a diferença para 12 pontos e voltasse para o jogo.

Depois de derrapar no terceiro período, o Brasil voltou a se encontrar nos 10 minutos finais. Novamente com uma defesa forte, o ataque voltou a funcionar, e a diferença a aumentar. Desta vez para 18 pontos. Com o resultado praticamente definido, o técnico australiano Andrej Lemanis tratou de descansar seus principais jogadores. Já com Dellavedova, Mills e Baynes no banco, a seleção aproveitou os minutos finais para levantar a galera. Com o dever de casa feito, o time de Magnano passou no primeiro teste e ganhou os aplausos do torcedor mogiano, que mesmo pedindo Larry Taylor, apoiou a seleção.

Brasil x Austrália amistoso basquete masculino Mogi das Cruzes (Foto: Cairo Oliveira)Austrália jogou sem dois dos seus principais jogadores contra o Brasil (Foto: Cairo Oliveira)

Brasil e Austrália voltam à quadra no próximo sábado, novamente em Mogi das Cruzes. Os australianos enfrentam a Lituânia, às 12h. O time brasileiro pega a China, às 14h30. Os dois vencedores jogam a final do quadrangular no domingo, às 14h30. Os dois derrotados, fazem a preliminar, às 12h.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s