AS NOTICIAS NACIONAIS

Número de casos de doença misteriosa sobe para 22, diz SMS

Número de casos de doença misteriosa sobe para 22, diz SMS

Foto: Carla Ornelas/ GOVBA

O número de casos registrados da doença misteriosa, que causa fortes dores musculares e escurecimento da urina, subiu de 19, conforme foi divulgado na última segunda-feira (19), para 22 casos suspeitos em Salvador, de acordo com a Secretária Municipal de Saúde (SMS). Apesar de só ter sido divulgado nesta terça, o caso mais recente foi registrado no último domingo (18).

Ao Metro1, a SMS informou que a idade mediana dos pacientes é de 45 anos, sendo 12 das pessoas infectadas mulheres (54,5%) e 10 homens (45,5%). Das unidades de saúde do município, sete notificaram a enfermidade. As pessoas que apresentarem sintomas podem procurar qualquer unidade de emergência ou Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Apesar de não confirmar o envolvimento entre o consumo de peixe e a doença, a SMS informou que os casos continuam sendo investigados. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), ainda não há nenhum avanço efetivo nas pesquisas.

A doença teve casos registrados em Salvador, mas ainda não foi identificada pelos médicos. A suspeita é que seja causada por um vírus, transmitido por via respiratória ou por uma toxina ingerida pelo consumo de peixes, uma vez que até a última sexta-feira (16), todos os pacientes que apresentaram os sintomas teriam ingerido os peixes Olho de Boi e Badejo.

Rio – O verão chega oficialmente nesta quarta-feira, às 8h44, no Hemisfério Sul, mas não vai ser igual àquele que passou. Ou aos dois últimos que passaram. Ao contrário de 2015 e 2016, as temperaturas não serão tão elevadas na nova temporada. Em compensação, cariocas e fluminenses podem enfrentar grandes tempestades, com riscos maiores de enchentes, deslizamentos de terras e tranbordamento de rios. A Região Serrana do estado, em especial, deve permanecer em alerta. É o que apontam especialistas do Climatempo, que prevêem o verão mais ameno das últimas décadas.

“Não teremos longos períodos secos, nem extremamente quentes. Em média, vai fazer menos calor do que nos dois últimos verões”, afirma o meteorologista Alexandre Nascimento, do Climatempo. A boa notícia é que o risco de estiagem fica bem menor e, portanto, deve afastar a necessidade de racionamento de água. O que não significa que as pessoas devem desperdiçar água. Especialistas alertam, porém. para a alta incidência de raios ultravioletas. Portanto, é fundamental redobrar os cuidados de proteção com a pele no período.

A estação mais cobiçada pelo carioca chega com as praias já cheiasEstefan.

OPERAÇÃO PRAIA

O panorama do Climatempo mostra que o verão passado, sob efeito do mais forte fenômeno El Niño do século, fez a temperatura do mar ficar mais quente. Para esta estação, no entanto, sob a influência de uma fraca La Niña, que vai se dissipar ao longo da estação, a previsão é de mar com águas mais geladas.

Nas praias do Rio, o clima já é de reforço na segurança para o verão, que inclui festas de fim de ano e férias escolares. A Operação Praia, montada pela Secretaria de Estado de Segurança, conta com um efetivo de 850 policiais de diferentes unidades.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s