AS CRONICAS DO DR.

: 🚨 vergonha brasileira 🚨

Um dos mortos na rebelião do presidio em Manaus se chamava Errailson Ramos de Miranda, ele estava preso por ter estuprado e matado uma *menina de 4 anos*de idade chamada Maria Eduarda.
O Governador de Manaus irá indenizar a família do Errailson, porém, quando Dudinha foi estuprada e morta por ele a facadas, ela teve seu útero perfurado pelo meliante durante o estupro. Além das facadas Eduarda recebeu socos e teve seu intestino fraturado pela maldade de um homem com 38 anos durante o ocorrido.
A família dela só recebeu “meus pêsames” do estado. Os Direitos Humanos ou a Rede Globo nunca apareceram em defesa da família. O Fantástico nunca perguntou como o pai de Duda consegue ter forças para viver.A mãe da criança está com depressão e toma medicamentos até hoje!!!
Esse é o Brasil!
País onde bandido tem direito e cidadão de bem tem impostos para sustentar a tirania!
Vergonha dessas leis estúpidas!!!
Pode divulgar, pro povo brasileiro ver o que essa justiça brasileira apoiada por um canal de tv irresponsável cúmplice da ilegalidade é capaz de fazer.
😡😡😡😡😡🐾ii

EM GOIÁS POLICIAIS MILITARES FLAGRAM MENINO DE 06 ANOS PROCURANDO MATERIAL ESCOLAR NO LIXO:

Na cidade de Rio Verde em Goiás (214 km de Goiânia) os policiais militares Denilton e Aires estavam em patrulhamento de rotina quando depararam com um menino e uma velha senhora em meio ao lixo procurando algo. Quando os policiais se aproximaram para ver o que eles estavam fazendo o menino mostrou uma mochila toda rasgada encontrada no lixo e com orgulho falava aos policiais: “Olha agora eu tenho uma mochila pra ir pra escola!”. A avó que estava com o menino disse aos PMs que ele não tinha material escolar, apenas um apontador e eles estavam procurando mais materiais escolar no lixo. Com lágrimas nos olhos os policiais deixaram o local e foram em vários comerciantes e contaram o que haviam presenciado. Logo um grande movimento foi realizado para ajudar o garoto entre PMs e comerciantes que doaram tudo a criança de apenas 06 anos. Os policiais então voltaram a casa do menino, uma humilde casa, onde só moram ele e a avó que o cria desde bebezinho. Quando a viatura parou na porta e os PMs desceram com as enormes sacolas cheia de materiais de escola a avó ajoelhou e olhou para céu agradecendo a Deus e pela vida daqueles PMs. O menino então pulou nos braços de uma dos PMs e chorava muito, mas logo a alegria contagiou e ele transformou suas lágrimas em risos. Os policiais ainda deram uma réplica de viatura da PM ao guerreirinho. O garoto ganhou tênis, chinelos, cadernos, mochila, lápis, borracha e todo material que precisava para começar as aulas. O nome dele? É um pequeno anjo chamado Gabriel e tem 06 anos. Esse fato aconteceu nesta última segunda feira (16) na cidade de Rio Verde em Goiás. Essa é a verdadeira Polícia Militar que eu sirvo e esse é o nosso verdadeiro espírito. Parabens aos PMs!!
[07:23, 18/1/2017] +55 73 8131-8815: ja divulguei
[07:24, 18/1/2017] +55 73 8108-6273: Sou eu Jotinha. Dr. Roberto Vasconcelos de Ibirapitanga.
[07:47, 18/1/2017] +55 73 8131-8815: Bom dia Dr.
[09:05, 18/1/2017] +55 73 8108-6273: Para os que tem medo de intervenção militar refletirem… ou alguém que é contra… Qual a solução alternativa ?

DISCURSO DO GENERAL PAULO CHAGAS.

Liberdade para quê? Liberdade para quem?
Liberdade para roubar, matar, corromper, mentir, enganar, traficar e viciar?
Liberdade para ladrões, assassinos, corruptos e corruptores, para mentirosos, traficantes, viciados e hipócritas?
Falam de uma “noite” que durou 21 anos, enquanto fecham os olhos para a baderna, a roubalheira e o desmando que, à luz do dia, já dura 26!
Fala-se muito em liberdade!
Liberdade que se vê de dentro de casa, por detrás das grades de segurança, de dentro de carros blindados e dos vidros fumê!
Mas, afinal, o que se vê?
Vê-se tiroteios, incompetência, corrupção, quadrilhas e
quadrilheiros, guerra de gangues e traficantes, Polícia Pacificadora, Exército nos morros, negociação com bandidos, violência e muita hipocrisia.
Olhando mais adiante, enxergamos assaltos, estupros, pedófilos, professores desmoralizados, ameaçados e mortos, vemos “bullying”, conivência e mentiras, vemos crianças que matam, crianças drogadas, crianças famintas, crianças armadas, crianças arrastadas, crianças assassinadas.
Da janela dos apartamentos e nas telas das televisões vemos arrastões, bloqueios de ruas e estradas, terras invadidas, favelas atacadas, policiais bandidos e assaltos a mão armada.
Vivemos em uma terra sem lei, assistimos a massacres, chacinas e seqüestros. Uma terra em que a família não é valor, onde menores são explorados e violados por pais, parentes, amigos, patrícios e estrangeiros.
Mas, afinal, onde é que nós vivemos?
Vivemos no país da impunidade onde o crime compensa e o criminoso é conhecido, reconhecido, recompensado, indenizado e transformado em herói! Onde bandidos de todos os colarinhos fazem leis para si, organizam “mensalões” e vendem sentenças!
Nesta terra, a propriedade alheia, a qualquer hora e em qualquer lugar, é tomada de seus donos, os bancos são assaltados e os caixas explodidos. É aqui, na terra da “liberdade”, que encontramos a “cracolândia” e a “robauto”, “dominadas” e vigiadas pela polícia!
Vivemos no país da censura velada, do “microndas”, dos toques de recolher, da lei do silêncio e da convivência pacífica do contraventor com o homem da lei. País onde bandidos comandam o crime e a vida de dentro das prisões, onde fazendas são invadidas, lavouras destruídas e o gado dizimado, sem contar quando destroem pesquisas cientificas de anos, irrecuperáveis!
Mas, afinal, de quem é a liberdade que se vê?
Nossa, que somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade ou da bandidagem organizada e institucionalizada que a controla?
Afinal, aqueles da escuridão eram “anos de chumbo” ou anos de paz?
E estes em que vivemos, são anos de liberdade ou de compensação do crime, do desmando e da desordem?
Quanta falsidade, quanta mentira, quanta canalhice ainda teremos que suportar, sentir e sofrer, até que a indignação nos traga de volta a vergonha, a autoestima e a própria dignidade?
Quando será que nós, homens e mulheres de bem, traremos de volta a nossa liberdade?

Paulo Chagas é General da Reserva do Exército do Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s