Coluna de Opinião


Sindicalistas fecham avenida no bairro do Itaigara, em Salvador – Foto: http://www.tb1.com.br

Faltou, na greve geral em Salvador, marcada para protestar contra as reformas tributária e da Previdência, a presença em massa da população.

Foram membros de sindicatos que fecharam pontos estratégicos, na cidade, provocando engarrafamentos no trânsito.

Com os ônibus nas garagens, as praias ficaram vazias e caiu o movimento no comércio, mas sem a população mostrando um apoio majoritário aos protestos dificilmente os parlamentares em Brasília se sentirão pressionados.

***

Vai continuar
A falta de pressão popular no nível que se esperava, no País, está refletida no comentário do ministro da Justiça, Osmar Serraglio: “Vimos provocações em alguns lugares, interdições em outros locais, mas aqueles movimentos que nós fizemos de milhões não aconteceu. Logo, nós iremos prosseguir com as reformas que estamos introduzindo”.

***

À distância
O fechamento de ruas e avenidas em Salvador foi acompanhado à distância por cerca de 30 integrantes das forças de segurança estaduais, federais e municipais, de plantão no Cento Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR).

***

Bloqueio
Às 4h da manhã desta sexta-feira (28/4), manifestantes bloquearam com galhos de árvores as vias de acesso ao Polo Industrial de Camaçari.

O diretor do Sindiquímica e secretário de finanças da CUT, Alfredo Santos, acabou preso pela Polícia Militar e levado à 18ª Delegacia de Camaçari.

***

Furando a greve
O prefeito de Salvador, ACM Neto, distribuiu foto em que aparece reunido com todo o secretariado e dirigentes de órgãos municipais.

Em meio à greve.

***

Greve vai parar na Justiça
A Procuradoria Geral do Município, em Feira de Santana, está ingressando com uma ação na Justiça do Trabalho para que sejam apuradas responsabilidades em relação à falta de transporte público na cidade, nesta sexta-feira.

O procurador geral Cleudson Almeida acusa o Sindicato dos Rodoviários de descumprir compromisso – registrado em documento – e a legislação, que obriga nesses casos a oferta de 30 por cento do pessoal em serviço.

***

Caça à baleia
Um requerimento de urgência apresentado na Câmara dos Deputados, em Brasília, pretende obrigar páginas da internet ou redes sociais a excluírem conteúdos que promovam lesão contra própria pessoa, exposição à situação de risco de vida, automutilação e o suicídio.

É de autoria do deputado federal Uldurico Júnior (PV/BA), que considera os provedores digitais “responsáveis pelos conteúdos que circulam em suas páginas”.

Não é o que diz o Marco Civil da Internet, em seu artigo 14: “O provedor de conexão à Internet não será responsabilizado por danos decorrentes de conteúdo gerado por terceiros”.

Isso só se configura, esclarece o artigo 15, “se, após ordem judicial específica, não tomar as providências para, no âmbito do seu serviço e dentro do prazo assinalado, tornar indisponível o conteúdo apontado como infringente”.

***

Cacau de qualidade
Está pronta para entrar na pauta da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) proposta que institui a Política Nacional de Incentivo à Produção de Cacau de Qualidade.

O Projeto de Lei tem a intenção de melhorar a qualidade do cacau brasileiro por meio de estímulo à produção, industrialização e comercialização do produto em categoria superior.

De autoria do deputado Evair de Melo (PV-ES), a proposta recebeu voto favorável do senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

***

Pouca coisa
Dados da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira mostram que apenas 3% da produção brasileira de cacau é do tipo cacau fino.

E o Brasil não está na lista de produtores de cacau fino da Organização Internacional do Cacau.

O conceito de cacau fino usado aqui não corresponde aos padrões internacionais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s