NOTICIAS POLITICAS DA BAHIA

“Do ponto de vista simbólico, para o país soa mal”, diz Otto sobre liberdade de Dirceu

“Do ponto de vista simbólico, para o país soa mal”, diz Otto sobre liberdade de Dirceu

Foto:

Por três votos a dois, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu soltar na terça-feira (2) o ex-ministro José Dirceu, preso há quase dois anos na operação da Lava Jato. Em entrevista à Rádio Metrópole, o Senador e presidente do PSD na Bahia, Otto Alencar, comentou a liberdade de José Dirceu.

“Acho lamentável este estado de desentendimento entre o Ministério Público de Curitiba e o Superior Tribunal Federal (STF). A denúncia contra o Zé Dirceu ficou para o mesmo dia do julgamento do Dirceu para intimidar o STF. Houve um desconhecimento da lei, ele vai ser julgado agora na segunda instância, porque ele não tem foro privilegiado. Espero que a Câmara [dos deputados] acabe logo com o foro privilegiado. Porque na Câmara costuma-se ter arquivamento dessas matérias na gaveta. Foi uma decisão apertada e o presidente decidiu com voto de minerva. Não vou entrar no mérito da lei. Do ponto de vista simbólico para o país soa mal”, opinou Otto.

Na ocasião, o senador falou sobre o cenário atual da política no país. Ele classificou como o momento mais inseguro que já presenciou durante sua carreira política. “Digo com toda consciência de quem vive o dia da dia no Congresso, a política está levando o brasil para uma processo irreversível, quando se trata de desemprego. Se eu tivesse que fazer alguma coisa para os líderes do Brasil, daria de presente a biografia de Nelson Mandela. Aqui há uma desentendimento completo. O Rio apodreceu completamente, quem manda lá no Rio de Janeiro é a bandidagem. Nós estamos vivendo um momento crítico, eu nunca passei um momento de tanta insegurança e sombrio para o futuro do meu país.”, lamentou o senador.

STJ nega pedido de liberdade e ex-governador Sérgio Cabral continua preso

STJ nega pedido de liberdade e ex-governador Sérgio Cabral continua preso

Foto: Agência Brasil

Um habeas corpus que pedia a liberdade do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foi negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta terça-feira (2). Cabral está preso desde novembro do ano passado, no âmbito da Operação Calicute, um dos desdobramentos da Lava Jato. A Sexta Turma do STJ, que julgou o pedido de liberdade de Cabral, considerou não haver nenhuma ilegalidade na prisão preventiva dele.

Segundo os ministros do tribunal, a prisão do ex-governador é justificada pela possibilidade do cometimento de novos crimes e na garantia da ordem pública. A relatoria foi da ministra Maria Thereza de Assis Moura.

No mês de abril, o Ministério Público Federal (MPF) afirmou, ao apresentar denúncia sobre o desvio de R$ 16 milhões do setor de saúde que o esquema de corrupção supostamente liderado por Cabral se alastrou por todas as pastas do governador Rio de Janeiro.

Otto reforça aliança com Rui para 2018: “Não tenho motivos para romper”

Otto reforça aliança com Rui para 2018: 'Não tenho motivos para romper'

Foto: Reprodução/GOVBA

Durante entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (3), o senador Otto Alencar (PSD) foi questionado sobre a relação com o governador Rui Costa (PT) para a eleição de 2018 e bateu o pé que vai manter a aliança com o petista.

De acordo com Otto, “Rui tem correspondido a expectativa e trabalhado bastante”. “Faço parte dessa aliança desde 2014 e ela será preservada para 2018”, declarou. “Eu não tenho motivos para romper essa aliança. Sempre tem insatisfação, mas isso é normal num grupo grande. Tenho procurado ajudar o governador Rui Costa”, acrescentou.

O senador lembrou ainda da renegociação das dívidas dos estados e as incoerências do processo. “O débito da Bahia com a união é de R$ 5 bilhões. São Paulo deve mais de R$ 200 bilhões. Os grandes devedores estão no Sul e Sudeste. Nós estamos lutando e o Ministério da Fazenda já autorizou outro empréstimo de € 200 milhões para estradas e rodovias da região Oeste da Bahia”, finalizou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s